exercício

A premissa de ser uma entidade múltipla é errada. Sou um indivíduo que à custa de todos os seus pequenos nadas constitui-se como entidade única e distinta. Atrás dos olhos sou mil ou qualquer outro número acima de um. Não! Aí se encontra a especificidade do ser humano, no cérebro. A frase aponta o facto de que cada ser humano é herdeiro de todo o ADN do mundo e nessa medida eu sou todos os outros antes do meu tempo e estarei em todos a seguir, para lá da minha condição genética e filial! Que essa condição de elo do ser humano implique a ideia de Pessoa da multiplicidade de eus ou até a ideia prosaica da transmutação do actor talvez, mas só na medida em que a cadeia humana não se quebra entre passado, presente e futuro.

jardim63

porto. novembro 2019

 


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.