Claudine

Claudine Rodrigues pelas Mademoiselle Photo

11201611_1480848262218635_1501739398702873876_n

Numa manhã quente de agosto encontramo-nos para conversar.
Falo-lhe das minhas questões de sempre, do que une a arte e a ciência.
É a vontade de perceber e a vontade de comunicar! – diz a Claudine.
E a intuição, que parece que vem do nada e que vem de tudo, do exterior e da anima! -afirma.
No processo de trabalho de uma série, a imagem mental está sempre a ser construída, fora da tela, em pensamento.
E nesse sentido ” não se pode ter medo de mergulhar!” – afirma a Claudine.
“O medo existe, mas tens de o fazer com responsabilidade.
Sobre ti, sobre o teu trabalho, sobre as questões que estamos a colocar.”
A Claudine sente que o seu processo de trabalho agora está correto!
” Comecei a depurar. A guardar o desenho, a guardar o essencial.”
Desenhou desde sempre!
” Desenhar era, olha, como beber água!”
Mas a partir de determinado momento entendeu o que a pintura era para si!
“O que eu sou para a pintura isso não sei.”- afirma.
Depois de estudar na ‪#‎ARCA‬ em Coimbra, viveu em Castelo Branco e no Porto, onde trabalhou como retratista.
” Tem que estar tudo no retrato. Técnica, expressão, magia.
Tem de ser deste mundo e do outro!
Porque existe a fotografia e portanto a pintura tem de estar mais além.”
Com as questões que daí decorrem sobre o que é a pintura hoje!
O mestrado que começou em 2013 na Faculdade de Belas-Artes de Lisboa foi para a Claudine, a possibilidade de começar um novo ciclo.
“Queria fazer um fundo de tela sem nada, voltar à origem.
Vi o Paris-Texas, deparei-me com aquele vermelho da camisola da‪#‎NastassjaKinski‬ e comecei esta nova paleta. Mas o preto mantém-se. ”
Conversamos também sobre o mercado, o da arte entenda-se.
” A arte trabalha com a anti-estética, com premissas que nos fazem sentir e pensar.
O que a pode tornar “muito abrupta para a conveniência!”- afirma.
Combinamos as imagens para outro dia.
De sol, de calor, de sossego de setembro.
E mais uma vez entendo, como a imagem e o tempo, são oferendas generosas e sensíveis.

11224581_1480848255551969_5918090385511689599_n

Imagem e texto © MademoisellePhoto

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s