Danyella

Danyella pelas MademoisellePhoto

AP-Dani04low

A minha primeira pergunta sempre foi, o que é o universo?

Diz a Dany.

“Andamos aqui para ser compreendidos.

Os artistas, tal como os cientistas, trabalham em continuidade e o teu processo de trabalho e a linguagem que desenvolves, serve para elevar esta flutuação coletiva.”

No liceu foi para onde estavam os amigos punks.

A seguir entra no Chapitô, onde apreendeu, entre muitas outras coisas, uma visão romântica sobre a pintura com o professor de geometria descritiva e a linguagem simbólica dos figurinos, que fazia desde miúda.

Em determinada altura vê a “Alice” do Bob Wilson e pensa: “É isto!

Estava ali tudo, é mensagem, é pintura, é luz.

Num palco e em tempo real e em direto, criar uma pintura viva.

Dar ao público, que está tão concentrado e disponível para receber, o universo que tu conseguiste reunir.”

Quando termina o Chapitô sabe que o seu caminho não passa pelos figurinos, continua a desenhar e começa a fazer ilustrações para uma coluna política diária do DN.

Uma miúda de 19 anos que vivia da ilustração, sem querer de todo encarnar o personagem da ilustradora: “Às vezes dizia que era astronauta!”

Num momento em que começa a procurar algumas respostas interiores, alguém a questiona: “E a música e a música?”

“Mas que música, eu só pinto!

AP-Dani06low

Cantava desde a adolescência, mas de facto não sabes que sabes fazer, até procurares.”

Estuda produção musical, decidi ir viver para Berlim onde não conhecia ninguém, para fazer, para experimentar e aí descobre a ligação entre o cinema e o seu trabalho.

“Quando regressei, aí sim, fechei-me e comecei a fazer música!”

E os vídeos e os figurinos e tudo, digo eu!

No primeiro concerto tinha medo de não soltar um ai.

Mas soltou. E continuou!

A caminhar, a fazer, a aprender, a parar.

A continuar.

“Acho que não estou em nenhum tipo de missão!”

É vegan, não usa eco-uniforme e quer acordar a olhar para a montanha.

” O cor-de-rosa é uma cor que o nosso cérebro inventou, que não existe em lado nenhum.

E fica muito bonito em filme!” diz-me.

“A net antes era obscura, lenta, fascinante e eu quero voltar a isso.

Ter o meu trabalho em todo o lado e em lado nenhum!”

AP-Dani11low

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s