Carnet du bonheur

Descubro o trabalho da Emília Tavares.

Escreve duma forma limpa, certa, honesta sobre fotografia.

Vou à procura. Encontro e fico contente.

Trago para as minhas viagens de metro o “Fotografia e Verdade“.

É de outra forma a escrita. Gosto muito, muito. Desde o “Fotografia e Narcisismo“.

Esta forma entre a poesia e a razão que gosto tanto.

Abro o livro entre estações. Leio. Páro.

Penso que a escrita sobre fotografía, a mais interessante, vem quase sempre dos universos da história e da filosofia, quase nunca da fotografia.

Hoje abano de dentro. O ouvido  e o cérebro precisam de beta-histina para o stacatto necessário.

Espera-me uma esplanada, cafés, sumos, sorrisos.

Às vezes sinto falta do silêncio.

fotografia

23.10.14

folhas quase sem imagens

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s