Crónicas da província

Ir a casa soube a regresso ao ninho e foi bom.

AP-cp00

14 dezembro

Quinta reunião por causa dos cinemas e expresso ao fim do dia, para a antiga cidade. Pareceu-me triste a cidade. Chovia, como sempre.

AP-cp01

14 dezembro

Soube bem fotografar outra vez. Ser a Ana fotógrafa outra vez.

AP-cp02

15 dezembro

E foi bom voltar à cidade que agora é a nova casa. Os domingos de manhã aqui são engraçados, entre destruídos diários e aqueles que ainda não se deitaram e as pessoas que acordam cedo para fazer coisas bonitas, como tocar ou praticar desporto.

AP-cp04

17 dezembro

Não durmo numa das noites. O corpo demasiado cansado para conseguir entrar em mode off.

AP-cp05

17 dezembro

E o pão de manhã com a Gisela. E metro e o Cais do Sodré. E depois entrevista. E ser outra vez a Ana fotógrafa. E depois back again aos crepes.

AP-cp06

17 dezembro

E fico a pensar que numa cidade, as igrejas são um bom sítio, senão mesmo o único para descansar um bocadinho, em silêncio entre as horas. E fico também a pensar se o que somos é medido pelo que somos ou pelo que fazemos e que às vezes isto, que às vezes não é quase nada, outras é quase tudo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s