dos futuríveis e das siglas. WIP Porto

MM-ParadosnConsciencia

Miguel Miguel. Parados na Consciência

Obrigada à Ana Catarina Pinho, à Joana Castelo, à Mariana Rocha e ao Miguel Miguel-os fotógrafos que apresentaram os seus trabalhos fotográficos- e a todas as pessoas que na passada sexta-feira 14 de junho se deslocaram à galeria Geraldes da Silva para o primeiro WIP no Porto, o sétimo até agora.

A ideia que está na origem do WIP work-in-progress, é a da mostra de trabalhos fotográficos que ainda estão em curso, contrariando alguma noção que ainda persista do carácter mecanicista da fotografia, fruto sim de pensamento e emoções. E contrariando também algum isolamento que o ato criativo carrega sempre.

A escolha destes fotógrafos e destes trabalhos em particular assentou por um lado na premissa de demonstrarem diferentes caminhos dentro do discurso fotográfico documental, essa construção visual sobre o real e da forma diversa como utilizam os géneros da paisagem e do retrato na construção desse discurso.

E por outro lado na forma como estes quatros fotógrafos representam duas distintas gerações, com os diferentes posicionamentos que daí advém a nível de percursos académicos, profissionais e artísticos.

Em forma de conclusão e como dizia o senhor do canto em diálogo entusiasmado, o senhor dos futuríveis, toda a realidade é ficção e toda a arte é documentação, que mais não seja do seu tempo.

Em setembro, há mais WIP no Porto.

Obrigada ao Luís, aos Rui’s do WeWorkforKnowledge, ao Teatro Bruto e à Susana Paiva.

And last but not the least, obrigada menino Miguel Marecos.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s