sem título lamechas

As imagens estão numa pasta dentro de outro pasta dentro do disco dentro do computador.

Seleção para um concurso que não foi.

A memória da dor, chamava-se o concurso.

Porque será que deixar de amar magoa, esse: já não penso em ti a acompanhar os meus dias?

Porque é preciso atravessar essa espécie de caminho tortuoso, de prova e só depois de responder a todas as perguntas, quando fica afirmado, testado e confirmado que é mesmo assim, que não há volta a dar, que é uma inevitabilidade, aí sim é aceite?

Fazer sempre de conta que não se vê a placa.

Andando pelo caminho, de repente aparece a placa. Pumba. The end.

Mas assim que aparece ao longe, muda-se logo de caminho, fugindo o tempo que se conseguir, entrando nos caminhos possíveis paralelos.

Mas depois, há sempre um momento em que deixa de ser possivel fugir à sacana da placa. E pumba.

E caramba como custa.
AP-memóriadador08
AP-memóriadador07
AP-memóriadador04

AP-memóriadador02

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: