mobile daisy- corações unidos

Imagem

Caminhada com o meu pai pelas ruas de alcobaça, ao pé do mosteiro, a rua dos correios e da mãe da susana, os corações unidos e a minha mãe, do café do senhor isidrinho e da esposa e da irmã, uma das casas da minha infância e adolescência, a casa da dona júlia, a casa da senhora dos teares, a sapataria do meu tio arlindo, a casa da rapariga que era amiga da minha irmã quando eram adolescentes e depois não mais, tudo o que foi e já não é mais. só a memória, dentro das nossas cabeças.

“O estado a que chegou este país”diz o meu pai, enquanto vagamos pelas ruas, ele pelo sol, eu pela sombrinha.

Vazio, quase tudo abandonado, umas tentativas de modernização, as ruas vazias.

Com exceção de um senhor e uma criança, chineses, à porta do restaurante. Ao fresquinho, na sombra.

Dois pais e duas filhas, que se cruzam no mesmo espaço e em sítios, se calhar, tão diferentes, digo eu.

 

agosto- por causa de césar augusto- dois mil e doze- por causa dos mundos arábicos

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s