A rebelião dos cretinos fundamentais e das granfinas de narinas de cadáver! Nelson Rodrigues

                                                                               Ana Pereira. da série Mobile Daisy. 2011

produto humano         somos nós e estamos todos aqui. expostos nas prateleiras, brinquedos de um sistema. somos os últimos preços de um saldo de verão. nós, a profissão, a idade, a experiência e um ou outro defeito. somos bons produtos, mão-de-obra especializada, boa apresentação e educação aprimorada, saber dos livros e das línguas acumulado no passivo da memória, facilidade de relacionamento, de adaptação e de integração. somos mercadoria.
quantos designers vale um mecânico? quantos mecânicos vale um reformado? quantos reformados vale uma empregada de limpeza? quantas empregadas de limpeza vale um futebolista?
a fórmula é esta: características físicas + capacidade intelectual : herança familiar x educação + saúde x Y = valor humano!
o “Y” é a variável arbitrária para o número de profissionais na mesma área, o grau de exigência manual do trabalho, o investimento intelectual, a a experiência acumulada. Y é ainda o factor influência ou, em última análise, a sorte!… no final, valemos sempre X, com % de desconto.
será esta má distribuição da riqueza que nos torna humanos? quem sabe… … …mas que estes cálculos não nos afastem do caminho, porque precisamos de comprar todas aquelas coisas que nos vão tornar na pessoa que gostaríamos de ser.

[mafalda martins a partir de texto de ana pereira]

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s