Uma vez pedi ao valter, enciumada pelos poemas para a Maf e para a Inês, que me escrevesse um só para mim.
Ontem ao olhar para os livros da Mafalda descobri o pornografia erodita do valter, que tem uma imagem brutal do Nelson, que é Aires e diz assim o poema Modo de Amar para a Ana Pereira

Prometo ser-te fiel se mo fores
Também. Não é certo que mo venhas a
Ser. Por isso, já to perdoo

prefiro partir assim para o resto da
vida. Assim, com os olhos abertos à
frustração e talvez à vulnerabilidade

não prevejo nada em concreto, acredita,
não tenho olhos para outras moças,
só o digo assim por ser verdade

que tarde ou cedo havemos de encontrar
nos outros motivos de inusitado
interesse. E depois, pergunto,

vale mais que acordemos um amor
sobreposto ao futuro, um amor agora
que tenha conhecimento do futuro

e não esperar mais nada senão a
verdade. A decadente verdade que
chegará depois dos primeiros beijos

imagem da série Cenários de uma República

Advertisements

One thought on “

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s