ana pereira

Carnet du bonheur

In Uncategorized on October 24, 2014 at 9:23 am

Descubro o trabalho da Emília Tavares.

Escreve duma forma limpa, certa, honesta sobre fotografia.

Vou à procura. Encontro e fico contente.

Trago para as minhas viagens de metro o “Fotografia e Verdade“.

É de outra forma a escrita. Gosto muito, muito. Desde o “Fotografia e Narcisismo“.

Esta forma entre a poesia e a razão que gosto tanto.

Abro o livro entre estações. Leio. Páro.

Penso que a escrita sobre fotografía, a mais interessante, vem quase sempre dos universos da história e da filosofia, quase nunca da fotografia.

Hoje abano de dentro. O ouvido  e o cérebro precisam de beta-histina para o stacatto necessário.

Espera-me uma esplanada, cafés, sumos, sorrisos.

Às vezes sinto falta do silêncio.

fotografia

23.10.14

folhas quase sem imagens

Carnet du bonheur

In Uncategorized on October 23, 2014 at 6:14 pm

AP-CB07

AP-CB05

AP-CB00

AP-CB04

AP-CB06

AP-CB03

AP-CB01

folhas sem palavras.

Carnet du bonheur

In Uncategorized on October 12, 2014 at 6:18 am

Outubro 2014

AP-CBDói-me o ombro.

Penso na fotografia. Tenho pensado ultimamente nela.

Os encontros foram há pouco, na altura vi que o Virgílio tinha um workshop lá, da ideia à concretização ou qualquer coisa assim.

Tenho bastante consideração por ele, pelo trabalho e pela carreira, parecendo-me ser um outsider que consegue pela força do trabalho, um espaço.

Fiquei a pensar na validade, interesse neste nosso agora, desta forma de ensino.

Não vejo nenhuma, para além do income mensal e da criação de agenda para o festival.

Penso no flow diário digital de imagens, de pequenas histórias e pequenos statements.

AP-CB00Num episódio do Mentes Criminosas penso, por causa do MO do criminoso, no display quotidiano, dos quotidianos pessoais e no sentimento e pensamentos que advém das validações ou não, dos nossos pares.

Na pequena caminhada entre a creperie e o gelo, vejo um pequeno cartaz que anuncia um curso de documentário.

Fico com vontade de o fazer.

Penso e revejo todos os prós e os contra possíveis, imaginários e reais.

Mas tenho vontade e saudade, de muita informação condensada.

AP-CB01

Entro no metro que me leva ao autocarro.

Entra uma senhora que se senta ao meu lado, de frente.

Tem um corpo generoso, em particular o peito.

Tem uma cara feia. Bom, tem aquela cara típica das atletas.

É brasileira. Sei-o pela cor da pele e do cabelo.

Tem umas mãos e umas unhas muito bonitas.

Fico a olhar para ela.

Tira um caderno e um lápis com ponta de borracha.

Continuo a olhar.

Vê para a frente, volta atrás.

Começa a escrever com rapidez e determinação.

Mantenho o olhar. Gosto tanto de ver pessoas a escrever.

Gosto da forma como os dedos agarram o lápis.

Escreve pouco, pára.

Vejo que está perdida duas frases após o início decidido. Já não sabe o que escrever.

Perco o interesse.

AP-CB02

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 28 other followers